24 de outubro de 2006

Recuperando Terras Esgotadas com Coquetel de Sementes



Para recuperar terras esgotadas, empobrecidas pelas monoculturas, queimadas, erosão, etc, existe um sistema muito eficiente de recuperação, desenvolvido pelo engenheiro agrônomo René Piamonte, do Instituto Biodinâmico de Botucatu, SP.

Nesse sistema, misturam-se vários tipos de sementes para serem semeadas no verão/outono. Por exemplo:
- 20 kg de milho;
- 10 kg de mucuna preta;
- 10 kg de feijão de porco;
- 10 kg de lab lab;
- 10 kg de guandú 
- 10 kg de girassol
- 5 kg de crotalária;
- 5 kg de mamona;
- 5 kg de feijão catador
- 4 kg de painço
- 4 kg de leucena;
- 4 kg de calopogonio;
- 5 kg de soja; 
- 4 kg de sorgo
- 2 kg de mileto;
- 0,5 kg de abóbora;
- 2 kg de nabo, etc.


A mistura pode variar conforme a disponibilidade, o preço e a região. A mistura acima é indicada para mais ou menos 1 ha, aproximadamente 100 kg. Se for possível encontrar, recomenda-se misturar alguns inoculantes específicos para leguminosas e 5 kg de fosfato natural como o Araxá ou Yoorin e água suficiente para peletizar as sementes. Deixar secar por algumas horas. A semeação deve ser feita a lanço, em terra bem preparada e calcareada, se necessário, e a incorporação com grade leve ou dependendo da área, com rastelo.

A eliminação do coquetel pode ser realizada com aproximadamente 150 dias, no início do florescimento da mucuna preta, colhendo antes manualmente o milho e o girassol. A produção de massa verde será de 50 a 70 ton/ha.

Também é possível deixar o ciclo das plantas finalizar, com o objetivo de colher as sementes. Assim a produção de massa verde será de 100 a 150 ton/ha. A incorporação pode ser feita superficialmente, com grade em caso de plantio de plantas de porte grande. Em culturas menores, que precisam ser semeadas em canteiros, deve ser usada a enxada rotativa. Quando se incorpora mais profundamente, deve-se deixar a massa verde mais tempo (30 a 60 dias) para se decompor antes da semeação.

A idéia de misturar vários tipos de plantas é como se fosse uma floresta tropical criada em 5 a 6 meses. Cada tipo de planta em um sistema de raízes diferente. O conjunto de raízes explora cada cm cúbico do solo e subsolo fazendo uma extratificação do solo. Cada planta tem uma capacidade diferente de extrair os minerais. O conjunto de plantas traz de volta todo complexo de elementos perdidos que as próximas culturas precisam.*

Para o outono e início de inverno podemos semear uma mistura mais adaptada ao frio e a dias mais curtos, por examplo:
- nabo 2 a 4 kg;
- cereais do inverno como aveia, centeio, cevada, trigo, triticali, trigo morisco, totalizando mais ou menos 60 kg;
- milho 20 kg;
- girassol 4 kg;
- soja 15 kg;
- sorgo 5 kg;
- milheto 2 kg;
- abobora e sobras de sementes de verduras 3 kg etc.


No sul pode se pensar em trevo, tremoso, alfafa, mostarda, etc. No Inverno a cultura deve ser irrigado. Irrigar uma vez para nascer e mais duas vezes durante o ciclo é suficiente.

Além da extratificação do subsolo, o coquetel faz milagres na superfície também. Com a grande diversidade de plantas obtém-se uma grande diversidade de insetos formando um equilíbrio para o controle das pragas nas culturas seguintes.

* Em Botucatu conseguiram plantar várias culturas de verdura em seguida, sem precisar de incorporação de esterco. As análises do solo antes e depois mostraram uma boa melhora no pH, P, K, Ca, Mg , microelementos e material orgânico.

Fonte: Instituto Biodinânico http://www.ibd.com.br/

 

18 comentários:

EcoDea disse...

Ótima essa sua dica da BIONATUR, estou começando uma horta em casa e não estava conseguindo encontrar sementes orgânicas.
Parabéns pelo blog!

Anônimo disse...

Neco, ñ tenho onde planat, moro no apertamento, só falta um cachorro, pq filho, já tenho!!!! webaaaaaaa. uma pergunta, onde compro araruta, ops! o polvilho, lembro que meu papi já fez polvilho dessa plantinha e era muito bommmmmm!!!! ahh! moro em Brasília
Brigadim! e beijinho nas bochechas

Neco Torquato Villela disse...

Oi Anônimo,
Procure sobre informações sobre polvilho de araruta no site da Neide Rigo (http://come-se.blogspot.com/). Ela fez umas experiências com os polvilhos de araruta que exitem no mercado.

Inté!

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom

Neco Torquato Villela disse...

Olá Anônimo,

Valeu pelo incentivo!

Inté!

Anônimo disse...

I will not approve on it. I think polite post. Expressly the title-deed attracted me to be familiar with the sound story.

Anônimo disse...

Amiable brief and this fill someone in on helped me alot in my college assignement. Thanks you as your information.

Neco Torquato Villela disse...

Hello Anônimo,

Not at all!!!
Has been a great pleasure help you !!!

see you

Anônimo disse...

Opulently I to but I about the list inform should secure more info then it has.

Vanessa disse...

Sim muito bom seu conteúdo. Muitas x fazemos o certo sem saber o porque de cada ação. Pesquiso micorizas, e todas estas sementes tem boa associação, a chave deste funcionamento estão nelas, que se interligam de uma planta à outra, e a biodiversidade de aões são na integralização. Acredito tb que somos inspirados, não é comum acertarmos tanto assim só pelo inesperado... Bom dia
Vanessa ES

Neco Torquato Villela disse...

Olá Vanessa,

Obrigado pelo comentário.
Também estou desenvolvendo um trabalho com micorrizas. Nada científico, só amador mesmo, com produto comercial importado. Também estou fazendo coletado direto na natureza.

Inté!

Anônimo disse...

ONDE ENCONTRO SEU EMAIL....GOSTARIA DE CONVERSAR SOBRE ORQUIDEAS
BRISA

Neco Torquato Villela disse...

Olá Anônimo,
Poste aqui seu e-mail q eu entro em contato!

Inté!

José Wilmar disse...

Neco gostei do seu blog.
Sou engenheiro agrônomo, moro em Fortaleza e gostaria de saber se você tem sementes de vinagreira para doar.
Cumprimentos
Wilmar
wilmar_99@hotmail.com

Livio disse...

Ah, mandei uma referência ao coquetel, mas já vi que é informação antiga, né ?
Abraço
Livio

Livio disse...

Ah, mandei uma referência ao coquetel, mas já vi que é informação antiga, né ?
Abraço
Livio

Anônimo disse...

Obrigado pelas dicas, será de grande importância para meu trabalho, parabéns pelo trabalho.

Neco Torquato Villela disse...

Grato pela força, amigo!