14 de abril de 2017

Coleta e Multiplicação de Microrganismos Eficazes (EM) - Parte 2

Vídeo complementar, parte 2, do artigo Microrganismos Eficazes deste blog.

Nos vídeos, demonstro adaptações feitas no item Como Produzir do artigo acima, resultado de dicas de alguns leitores, muitas pesquisas e experimentações.

Vídeo parte 2:


Vídeo parte 1: clique aqui
Vídeo parte 3: em produção.

6 comentários:

Erick disse...

Olá, boa noite. Acompanho suas postagens sobre EM e Bokashi. Parabéns pelo blog! Vou preparar meu bokashi e gostaria de saber se casca de café, pode ser substituída pela borra de café. Obrigado

Neco Torquato Villela disse...

Olá Erick,

Grato pela força!

A casca ou palha de café pode ser substituída por outra fonte de fibra como casca de feijão, fibra de coco, bagaço de cana ou mesmo coco babaçu... tudo bem seco e triturado (não em pó).

O pó de café poderia entrar no lugar da torta de mamona, pois é fonte de nitrogênio, dentre outros elementos. Mas eu não sei te dizer em que quantidade.

Boa sorte e até!

Unknown disse...

Bom dia! Primeiramente parabéns pelo ótimo trabalho, sou iniciante na agricultura urbana e também estou aqui no sul de minas!

No próximo vídeo voce vai ensinar a usar os microorganismos?

Neco Torquato Villela disse...

Olá amigo,

Somos vizinhos então?! Que bom!

Sim, pretendo dar dicas de como usar também.

Inté e obrigado pela força!

Erick disse...

Olá, Neco, obrigado pelas orientações!!! Estou de volta com uma dúvida sobre o uso do EM (ou EM-4).

Algumas literaturas, orientam apenas para diluir o EM (1:500 ou 1:1000) em água e aplicar no solo. Você sugere ativá-lo, acrescentando melaço ou rapadura. É realmente necessário ativá-lo ou funciona do mesmo jeito? Será que ao entrar em contato com a matéria orgânica no solo ele também não se ativaria por si só?

Abraços
Erick

Neco Torquato Villela disse...

Olá Erick,

Vc acrescenta o melaço/rapadura/açúcar mascavo para dar um impulso na reprodução do EM, para que não falte nutrientes para ele se desenvolver, antes de entrar em contato com o solo/material orgânico. Assim ele entra com força total no solo e consegue se reproduzir mais facilmente, comparado a aplicação sem ativação. Sem ativação ele também irá conseguir se reproduzir e consumir o material orgânico do solo, porém irá demorar mais para vc começar a ver os resultados.

Algumas literaturas falam do EM comercial. Neste, a quantidade de microrganismos é muito grande e selecionada, de maneira a, muitas vezes, não precisar ativar também. Como nosso processo é "artesanal", muitas vezes (mas nem todas, como explico abaixo) precisamos ativar o EM antes de aplicar.

No vídeo deste post eu digo que, depois de filtrado/coado, vc já pode usar o EM, pois ele já está pronto para usar, não precisa ativar, pois ele ainda tem uma reserva de carboidrato (açucares), suficientes para ele ser usado por até 1 mês ou mais. Ou seja, ele já está ativo(ativado).

Abraços e até!