3 de outubro de 2009

Casca de Arroz Carbonizada

Ótimo material orgânico para substrato e um excelente condicionador de solo

1 - Sobre a casca de arroz e sua carbonização

A casca de arroz (também conhecida como palha de arroz) é composta de 20% de matéria inorgânica e 80% de matéria orgânica. Da fração orgânica temos: 50% de celulose, 26% de lignina e 4% de outros componentes como óleos e proteínas. A alta concentração de lignina e celulose impede o processo de decomposição da casca de arroz e reduz a biodisponibilidade dos outros compostos da casca de arroz. A decomposição orgânica da casca de arroz só é possível em meio aeróbico na presença de certos fungos específicos. Sobre condições anaeróbicas, como na compostagem, a casca de arroz não irá se decompor.


O processo de carbonização da casca de arroz foi identificado como método ideal para contornar o problema de excesso de lignina e celulose. A casca de arroz carbonizada (CAC) é resultante da combustão incompleta da casca de arroz sobre alta temperatura e condições de baixo oxigênio (pirólise). A pirólise causa a decomposição da lignina e da celulose liberando resíduos de carbono, sílica e outros minerais.





2 - Por que usar CAC?

CAC é excelente para dar permeabilidade e porosidade ao substrato, ao mesto tempo que contribui com residual de matéria orgânica e inorgânica.


Alem disso a CAC é um material extraordinário para ser usado no próprio solo de cultivo como condicionador do mesmo. O leito fica mais poroso permitindo melhor aeração das raízes. A cinza contida na CAC contribui com nutrientes como a sílica para cultura, além de potássio, cálcio, magnésio e outros micronutrientes. A CAC ainda melhora a retenção de água, contribui para uma leve elevação do pH e também melhora a capacidade de troca catiônica (CTC) do solo.


CAC é muito usado para fazer bokashi já que a é um meio natural de proliferação de microorganismos benéficos, podendo ser usado inclusive como meio inoculante de EM ou bactérias fixadoras de nitrogênio.

Outras utilidades para CAC são:
- purificação de água, já que a CAC é rica em carbono fixado (ativado) e este tem a capacidade de filtrar a água;
- controle de pragas, por ser rica em silica é um bom repelente de lesmas e caracóis;
- supressor de odores para cama animal, etc...

Sempre tentei carbonizar casca de arroz para usar como substrato no meu berçário e como condicionador de solo nos meus cultivos, pois alem das vantagens acima o saco de casca de arroz aqui na minha cidade sai por R$ 0,20.


Das várias tentativas que fiz nunca tive sucesso total, pois na maioria das vezes o fogo apagava, por falta de oxigênio, e tinha que acender de novo... e de novo... e de novo!


Encontrei na internet uma técnica usa nas Filipinas e na Tailândia que utiliza pouca madeira para queima e otimiza a utilização da energia gerada. É esse método que passo a descrever.


3 - Materiais necessários para construção do carbonizador

- Uma lata de 3,5 lts de tinta usada (ou outra qualquer de 2 a 4 litros);
- Um abridor de latas;

- Um prego 17 X 21 e martelo ou furadeira elétrica com broca de +ou- 3,5 mm polegadas;

- Um cano de 15 cm de diâmetros e aproximadamente 1,20 mts de comprimento (usei um cano de antena parabólica que encontrei no ferro velho) que será usado como chaminé.


4 - Procedimentos
1 – Usando o abridor de latas, retire a borda da lata onde a tampa se apóia;

2 – Faça um furo no fundo da lata do diâmetro interno do cano da chaminé;

3 – Utilizando o prego, ou a furadeira, faça centenas de furos na lateral da lata, deixando de 1 a 2 cm de distancia entre eles. Quanto mais furos, mais rápida será a carbonização.


Carbonizador

5 - Material necessário para carbonizar a casca de arroz
- Palha, madeira, estopa e outros materiais para queimar;

- Querosene e fósforo;

- De 1 a 3 sacos de casca de arroz;

- Uma pá;

- Carbonizador construido acima;


6 - Procedimento

1) Encher o carbonizador com o material a ser queimado (madeira, palha, etc...);

2) Embeba a estopa em um pouco de querosene, coloque fogo na estopa e coloque o carbonizador sobre ela;

3) Coloque a chaminé sobre o carbonizador;

4) Despeje o saco de casca de arroz sobre o carbonizador. É muito importante que toda o carbonizador seja coberta pela palha, não deixando nenhuma fresta.
5) Após uns 20 minutos a casca começa a ficar preta, indicando que a carbonização está ocorrendo perfeitamente.


Com o tempo, a casca queimada começa a perder densidade e o monte de casca começa a se desfazer, deixando o carbonizador exposto. Nessa hora joga-se, com ajuda da pá, a casca da base do monte sobre o carbonizado para cobri-lo totalmente novamente. Se o carbonizador não estiver
totalmente coberto com a casca de arroz você terá somente cinza.


Carbonizador + chaminé já fumegando (A)
Carbonizador + casca de arroz (B)


Carbonizador fumegando e casca de arroz já iniciando a carbonização (C)
No fim do processo, casca de arroz já toda carbonizada (D)

Quando toda a casca estiver carbonizada, remova com a pá o material carbonizado do carbonizador e espalhe em uma fina cada para que esfrie. Depois de fria, a CAC pode ser usada ou estocada.

CAC espalhada para esfriar

7 - Dicas:
- CAC pode participar com até 33% do volume total do substrato final;
- Se tiver arvores ou pomar em casa, carbonize a casca de arroz no meio do pomar ou debaixo de uma arvore para aproveitar a fumaça gerada como fonte de CO2 para as árvores;
- A quantidade de casca de arroz que se transforma em cinza é rica em sílica, por isso use uma mascara para manipular a CAC para evitar problemas pulmonares;
- Muito cuidado com a chaminé e o carbonizador, durante e depois do processo, pois eles ficam muito quentes e pode provocar queimaduras ao mais simples contato;
- Esse carbonizador é suficiente para carbonizar de 1 a 3 sacos de casca de arroz de uma vez só. Para carbonizar de 4 a 30 sacos, use uma lata de 18 lts e uma chaminé de 1,80 a 2 mts de altura. O esquema para construção do carbonizador de 18 lts é o mesmo do de 3,5 lts;
- O mesmo processo usado para casca de arroz pode ser usado para carbonizar outros materiais como sabugo de milho, bagaço de cana, etc...


8 - Fontes:

- Application Of Rice Husk Charcoal, Practical Technologies No 2001-4 da Food and Fertilizer Technology Center (FFTC);
- Carbonized Rice Hull, Rice Technology Bulletin no. 47 2005;

- Como fazer e esterilizar substratos orgânicos. Milton Maciel, Editora Solo Vivo.

41 comentários:

Histórias de Tuc disse...

Neco, esse post não é nada específico de Casca de arroz, eu só queria parabenizá-lo pelo excelente blog. Li todas as postagens anteriores, muito bom mesmo. Tenho uma horta em casa e também gosto de plantar, estou fazendo uma experiência com os brotos que eu gosto muito, se der certo começarei a produzir também. Um abraço!

Neco Torquato Villela disse...

Olá Thiago,

Veleu pela força!
Se precisar de ajuda, estamos aí, certo!?

Inté!

Histórias de Tuc disse...

Fala Neco, blz? seguinte: a minha horta está a pleno vapor, nela plantei rúcula, alface, coetro, cebolinha, acelga, pimentão e colve. Mas as folhas da acelga começaram a amanhacer comidas, algum tipo de lagarta eu acreditava, porém ontem a noite vi uma lesma na folha. A lesma deixa buracos na folha? será que só a lesma é responsável por comer as folhas da acelga? Vc sabe de algum método eficaz de controle de lesmas? abraço

Neco Torquato Villela disse...

Olá Thiago,

É lesma mesmo, elas adoram cortas as folhas das hortaliças.

Para controlar as lesmas vc pode usar armadilhas de cerveja ou outro tipo, existem várias dicas na Internet de como faze-las.

Outro método que dá certo aqui em casa é colocar uma grossa camada de um palmo de largura de areia ou casca de arroz em volta do canteiro. As lesmas detestam andar sobre estas superfícies. Cal envolta do canteiro também funciona. Só que esse dois métodos só funcionam se as lesmas não estiverem escondidas dentro do próprio canteiro. Nesse caso, use as armadilhas mesmos.

Inté!

Anônimo disse...

Oi Neco tenho um sistema mais facil e melhor para carbonizar palha de arroz e especial e tenho um projeto ja executado numa fazenda em juquitiba se quiser saber mais me liga. ou me escreve ....carlos -carboliveira@hotmail.com

Anônimo disse...

Pena que parou?
O que houve?

Anônimo disse...

Fala Neco...
Onde posso encontrar a casca do arroz...

Neco Torquato Villela disse...

Olá Carlos,

Já entrei em contato! :)

Inté!

Neco Torquato Villela disse...

Olá Anonimos,

Não parei não! A questão é o tempo do "momentum criatuvus". :)

Qto a onde encontrar casca de arroz, qualquer beneficiado de arroz vc pode encontrar.

Inté!

JOÃO LAUDIR TEIXEIRA disse...

Me permite postar esta matéria no meu blog também

Neco Torquato Villela disse...

Olá João,

Sitando meu blog, sem problema!

Inté!

JOÃO LAUDIR TEIXEIRA disse...

Postado!
Abaixo o link:
http://laudir.blogspot.com/2010/02/casca-de-arroz-carbonizada.html

Lívio Nakano M.D. disse...

Já ouviu falar na terra preta de índio, com altos índices de carbono fixando nutrientes?

Neco Torquato Villela disse...

Olá Lívio,

Já ouvi sim. Inclusive estou testando o uso CAC para criar a terra preta aqui na minha casa.
Posteriormente vou colocar os resultados aqui.

Inté!

Lívio Nakano M.D. disse...

Neco,
Anote meu email:
livio.nakano@gmail.com
Moro em Bauru, do lado de Botucatu, e até tenho planos de visitar o pessoal por lá
Se puder, gostaria de anotar seu email para algumas duvidas
Abraço

Rafael disse...

Fala, neco, tudo bem? Sou jornalista da revista Vida Simples (Editora Abril) e queria falar contigo sobre o cultivo de brotos para uma matéria que estamos fazendo. Me escreve passando seus contatos, por favor, no tonon.rafa@gmail.com.
Valeu, cara

T.H. disse...

Neco,
Adorei o blog!
Pela qualidade das informações e pela sua disponibilidade em ajudar, parabéns!
Thalita

Neco Torquato Villela disse...

Oi Thalita

Obrigado pelos elogios e pela força.

Inté!

neusa mitsuko disse...

Oi,Neco
Achei seu blog lendo sobre a comestibilidade da tiririca, que coisa!Será que trevos tb são comestíveis? Tem umas batatinhas tão lindas....e aquele outro matinho que cheira a alho? Ambos infestam meu jardim...
abraço
Neusa

Neco Torquato Villela disse...

Oi Neusa,

O trevo sei que vc pode comer, mais pouco pois ele tem muito ácido oxálico. Se comido em excesso pode prejudicar os rins.
Já o matinho q cheira alho eu não conheço :(, vc sabe me dizer qual o nome dele?
Em todo caso, vc pode usar esse mato todo para fazer composto ou vermicompostagem e alimentar seu jardim!

Inté!

neusa mitsuko disse...

Oi, Neco
Eu chamo de allhinho...vou procurar umas imagens e ver se descubro.Tem florzinhas brancas,cheirosas, mini flor de alho, folhas parecidas com nirá japonês.Já vi num desses programas de TV gringos, um chef colhendo alho selvagem nos parques,recomendando lavar bem (xixi de cachorro),amassou até virar pasta e utilizou, não lembro o prato...

irisa disse...

Neco
Valeu todas suas idéias e ajuda para quem ama a agricultura desde as amadoras como eu e os profissionais.
Estou tentando fazer em casa o EM-4 mas a primeira vez ficou uma papa amarela não sei no que errei. Se coloco o arroz direto na terra ou ele tem que estar protegido.

Rogério disse...

Fala Neco. Ai amigo. Vi o comentario do Carlos sobre outro metodo de carbonização, você falou com ele? Não consegui achar ele no e-mail dele.
Tem o processo amigo?

Precisando de algo daqui do Cerrado me avise que mecho com plantas, cultura de tecidos vegetais, sou viveirista amador e estudante de agronomia.
Abraço
Rogério

agronoverde@hotmail.com

Neco Torquato Villela disse...

Olá Irisa,

Pode colocar o arroz dentro de um tupperware e coloca um filo bem fino, sem tampar, faça um buraco no chã e cubra o tupperware com folhas. Com o tempo quente e seco, vc pode deixar de 3 a 5 dias e os fungos irão se formar por cima do arroz.

Boa sorte e inté!

Neco Torquato Villela disse...

Olá Rogério,

Te passo o contato por e-mail.

Inté!

irisa disse...

Neco
Te agradeço muito a resposta agora esta completa a explicação e mais facil... Depois te comento meus resultados.
Um grande abraço e obrigado mais uma vez.
Irisa

Projeto Anjo - Voluntários pelo bem-estar animal disse...

Oi, Neco, tudo bem?
Moro em BH e estou fazendo mestrado em Engenharia de materiais - no Cefet-MG, área de Reciclagem.
Não estou conseguindo descobrir onde comprar uma pequena quantidade de casca de arroz para misturar no meu compósito. Vc saberia me dar esta informação? Um abração pra vc!!
PS: meus pais moravam no Sul de MInas , adoro a Região de Furnas, Guapé, etc, vc conhece? =)

Neco Torquato Villela disse...

Olá amigo,

Me passe seu e-mail que eu entro em contato com vc para maiores informações.

Inté!

Restaurações Sacras disse...

Olá, gostaria de saber se você sabe algum fornecedor de Casca de Arroz Carbonizada"?? Obrigada desde já pela atenção!!

Maria Sílvia

Neco Torquato Villela disse...

Oi Maria Sílvia,

Vc encontra em casa de beneficiamento de cereais.

Inté!

Aline disse...

Oi Neco! Adorei o teu blog!
Me diz uma coisa, qual a referência bibliográfica que tu usou para afirmar que a cinza carbonizada é um bom condicionador do solo e que fornece nutrientes a ele? Estou trabalhando neste assunto e encontro muita dificuldade para achar bibliografias.
Abraço!
Aline

Neco Torquato Villela disse...

Olá Aline,

Q bom que gostou do blog!
As duas primeiras fontes que cito no artigo vc encontra esse tipo de informação.
Alem delas, vc pode procurar por Biochar na internet que verá muito material.
Outros materiais muito bons são os da Universidade do Havaí, tem um caderno chamado "The Basic of Biochar: A Natural Soil Amendment" que é ótimo, e vc pode encontrá-lo na internet.
Tenho também um artigo falando mais profundamente sobre o assunto, uma matéria que saiu em uma revista americana que assino, chamado "Biochar: Beyond the Basic" que fala de muitas outras características do carvão ativado. Se quiser este, me mande seu email q te envio.

Se precisar de mais ajuda, me fale.

Boa sorte e inté!

Felipe Viegas disse...

Produzimos Cervejas Artesanais em Belo Horizonte /MG e estamos precisando fazer uns testes com as cascas de arroz como elemento filtrante para extração de açúcares fermentáveis durante a etapa da brasagem...
Por acaso, vc poderia me fornecer fornecedor deste material?

Meu email é: felipe.cerveja@hotmail.com

Agradeço desde já o apoio ao nosso experimento.


Muito obrigado, um abraço.


Felipe

Neco Torquato Villela disse...

Olá Felipe

Também sou homebrewer aqui no sul de Minas. Faço cerveja artesanal desde 2002 para degustar com a família e amigos.
Mais próximo de BH, que eu conheça, é a empresa Codil Alimentos, de Divinópolis. Essa empresa beneficia arroz para vender, certamente eles terão a casca de arroz disponível. Caso não encontre com eles, procure por empresas de beneficiamento de grãos nas redondezas de BH. Vc pode procurar tbém por produtores de hortaliças hidropónicas, pois eles costuma usar a casca de arroz como substrato para cultivo.

Inté!

www.camisetaviva.com.br disse...

Olá, Neco.
Sabe dizer onde posso comprar palaha de arroz no varejo?
Sou de Curitiba-PR.

Obrigado.
Alvin

Neco Torquato Villela disse...

Olá Alvin,

Vc encontra casca de arroz em empresas que fazem o beneficiamento de arroz.
Uma forma fácil de encontrar é ir até um supermercado e dar uma olhada nos saquinhos de arroz e ver que é a empresa que beneficia. Se encontrar alguma perto de vc, bingo!

Boa sorte e inté!

Anônimo disse...

Neco, parabéns pelo seu trabalho e mais ainda por compartilhar seus conhecimentos com todos!
Uma dúvida, que quantidade de palha vc consegue fazer de uma vez e quanto tempo demora a partir do momento que se põe a palha?
Desde já muito obrigado!

Neco Torquato Villela disse...

Olá,

Com o carbonizador feito com lata de 3,5 lts eu consigo fazer de 1 a 3 sacos por vez. Leva de de 3 a 5 horas.
Já para quantidades maiores de casta de arroz, até 30 lts, vc pode usar lata de 18 lts. O tempo é o mesmo.

Inté!

Anônimo disse...

Olá Neco!

Muito legal sua dica de carbonizar a casca de arroz, funciona perfeitamente. Fiz um pouco em minha casa, mas acontece que ganhei mais ou menos 30m3!!!!! E com moro na cidade deu muita fumaça, achei que estava incomodando os vizinhos. Sabe se tem outra maneira de acelerar a decomposição da casca de arros?

Neco Torquato Villela disse...

Olá amigo,

O q vc pode fazer é colocar um filtro na ponta da chaminé.
Um filtro feito com uma lata de óleo mesmo, cheia de serragem molhada, com vários furos nas laterais e na parte de cima. Isso já diminui bem a fumaça.

Inté!

André Vasconi disse...

olá Neco!
Estou pensando em plantar morango em garrafas pet na vertical em uma
pequena estufa de 10m² que tenho. Mas tenho uma com o substrato de casca de arroz carbonizada!
Posso usar somente a casca de arroz carbonizada irrigada com a solução nutritiva ou tenho que misturar outro substrato?
André
avasconi@ciamuller.com.br