31 de janeiro de 2012

Berço Ecológico

Preparando o berço para plantio de maneira singular.

Método ideal para quem deseja plantar mudas dentro de 2 ou 3 meses e deseja preparar o berço para o plantio de maneira especial e ecológica.

1 - Preparo do berço ecológico
  1. Nivelar a terra onde deseja fazer o berço;
  2. Com uma tela de arame, ou outro material, fazer um círculo com, aproximadamente, 50 cm de diâmetro;
  3. Colocar esse círculo de tela sobre a superfície que foi nivelada e fixá-lo ao chão com a ajuda de barras de ferro, vergalhões ou estacas;
  4. Colocar uma camada de 5 a 10 cm de folhas verdes, palha ou aparas de grama sobre a superfície de terra nivelada, dentro do círculo de tela;
  5. Acrescentar uma camada de 5 a 10 cm de esterco + CAC (3:1) sobre as aparas de grama;
  6. Espalhar 50 gramas de uma mistura de pó de rocha + cinza de madeira (1:1) sobre o esterco;
  7. Umedecer levemente;
  8. Repetir os passos de 4 a 7 até a altura de, aproximadamente, 50 cm;
  9. Acrescentar uma última camada, de 2 a 4 cm, de aparas de grama.

Deixe o berço “maturar” por 2 meses, no período de verão, e 3 meses, no inverno. Durante esse tempo, microorganismos, artrópodes, minhocas e outros seres vivos irão trabalhar e transformar o material em composto orgânico e preparar a terra sob o berço.

2 - Plantio no berço ecológico
  1. Abrir, com a ajuda as mãos, um buraco no centro do berço ecológico, suficiente para colocar a muda que deseja plantar;
  2. Plantar sementes de adubação verde na borda do berço;
  3. Transplantar a muda e cobrir o berço com cobertura morta e rege abundantemente.
Esse vídeo mostra alguns detalhes do preparo e do plantio no berço:


Ao transplantar um muda em berço preparado dessa maneira, as mudas dificilmente sofrerão amarelamento e diminuição do crescimento no período posterior ao transplante, o que é comum quando utilizamos o sistema de covas convencional, principalmente em covas onde se usa matéria orgânica não totalmente decomposta ou esterco não curtido misturado ao solo.

3 - Dicas:
  • Pode-se plantar as sementes de adubação verde no mesmo momento do preparo do berço ecológico, assim aproveita-se a palha da adubação verde para cobrir o berço no momento do transplante das mudas;
  • No lugar da tela de arame pode-se usar papelão, madeira, tambores cortados ou outro material que de suporte;
  • No inverno umedecer o berço 2 vezes por mês, se necessário; 
  • No verão, caso não chova, umedecer o berço 1 vez por semana. Na semana em que chover não é necessário umedecer;
  • O preparo do berço ecológico pode ser planejado de maneira que este fique pronto para o plantio no período das chuvas, assim garantimos o melhor pegamento da muda transplantada;
  • O berço pode ser usado também para plantio direto de sementes de árvores e outras plantas;
  • Para aumentar a atividade microbiana e acelear a compostagem, recomenda-se a utilização de BOCAC ou Bokashi no processo de preparo do berço, com isso, diminuimos também o tempo de "maturação" do berço;
  • Pode-se substituir o pó de rocha por calcário.

13 comentários:

Adriana disse...

Oi Neco, acabo de encontrar seu blog e estou adorando, ótimas dicas para jardinagem orgânica. Tenho uma pequena horta entre S. Bento e Piranguçú. Onde posso obter o ME-4 para acelerar a compostagem? Até agora, tenho feito compostagem tradicional, que demora uns 6 meses para ficar pronta, devido ao frio da serra. Obrigada pelas dicas.

Neco Torquato Villela disse...

Oi Adriana,

Que bom que gostou do blog!
Imagino o frio que deve ser por aí! Aqui em Sta Rita já faz um frio danado por estar perto da serra da mantiqueira, imagino vc que está na serra.

Vc tem duas alternativas para obter o EM:
1 - vc pode seguir as instruções desse link http://mungoverde.blogspot.com/2006/11/em-microorganismos-eficazes.html
2 - comprar um EM comercial.

Penso ser mais fácil vc fazer o seu por aí mesmo.

Inté!

Píi disse...

Oi Neco, tudo bem?

Gostei muito do seu blog, começo a pesquisar sobre plantação para um projeto que vou participar e aqui vi ótimas informações.
Gostaria então de apresentar o projeto e caso você tenha interesse poderia ajudar com seus conhecimentos.

O Projeto é similar a uma ecovila, mas pretendemos aos poucos automatizar boa parte dos processos e temos um grande foco na relação humana, afinal quem faz o ambiente ser agradável são as pessoas, não o contrário. Fora isto, mais a longo prazo queremos construir no local uma oficina técnica e uma artística. Nesta vila não será usado dinheiro, já que um dos objetivos é criarmos abundancia de recursos para todos, havendo toda comida necessária, vestimenta, moradia, energia, etc. O Projeto será uma espécie de código aberto e tudo ficará disponível para quem desejar duplicar a ideia. Assim pretendemos viver com menos impacto, de forma cooperativa e poder ajudar aos demais moradores da região, com o uso da tecnologia e mudança de valores. E além disto podemos usar este espaço para ajudar pessoas que estejam desenvolvendo tecnologias com fins sociais, mas precisam de ferramentas e suporte (casa, comida e roupa lavada).
Atualmente o numero de envolvidos diretos não é tão grande, pois ainda estamos tentando fechar a compra do terreno (entre são paulo e sul de minas), mas já há muitos interessados.
Em Santa Catarina há um projeto sendo feito com os mesmos objetivos, no qual participam alguns amigos meus.

Certo, eu particularmente estou ajudando com a parte das mudas de arvores frutíferas, então vou pesquisar sobre plantação e espécies, dar uma olhada na região (sou de Mogi Das Cruzes-SP), etc.

Caso esteja interessado, mande-me um e-mail: humano.pii@gmail.com

Obrigado e vou dar uma boa olhada no seu blog!

Neco Torquato Villela disse...

Oi Píi,

Fico honrado pelo convite!
Conversamos mais por email.

Inté!

Piízão disse...

Que bom, então vamos conversando!

Minha Casa - meu corpo disse...

Olá meu nome é Helenice,como você também sou mineira. Prguei emprestado uma matéria sua e coloquei no meu blog.

http://minhaalmameucorpominhacasa.blogspot.com.br/

Estou te seguindo...

Neco Torquato Villela disse...

Olá Minha Casa - meu corpo,

Se vc citar a fonte, com link, no início do post. Tudo bem.

Inté!

Anna Bea Souza disse...

Adorei tudo isso. Estou inteiramente envolvida nessa idéia.
Em breve trocaremos mais informaçoes.
Obrigado pelas dicas
Anna Bea
brasilidade61@hotmail.com

juarez castro disse...

E ai Neco, tudo OK? gostei de suas instruções, moro no litoral e só tenho areia para plantar,e para misturar o esterco, tenho que moer para que vire [farelo de esterco] da muito trabalho, você tem outra idéia me ajude, obrigado.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Juarez,

Ao invés de esterco de gado, vc pode usar de galinha, que geralmente é mais "mole" quando seco.

Outra opção seria fazer a pilha de compostagem no local onde vc irá plantar mesmo. Então, depois do material compostado, vc pode plantar no meio dele, assim como instruo no artigo acima.

Inté!

Renaldo Borges disse...

Ola Neco!
Quero fazer o bokashi e me tira uma duvida:
Depois dele pronto posso embalar a vacuo? Ou essa embalagem mata os microorganismos?
Se puder por quanto tempo posso guardar o bokashi sem perder as propriedades?
Valeu e obrigado!
Muito legal seu blog

Renaldo Borges disse...

Ola Neco!
Quero fazer o bokashi e me tira uma duvida:
Depois dele pronto posso embalar a vacuo? Ou essa embalagem mata os microorganismos?
Se puder por quanto tempo posso guardar o bokashi sem perder as propriedades?
Valeu e obrigado!
Muito legal seu blog

Neco Torquato Villela disse...

Olá Renaldo,

Pode embalar sim, sem problemas! Eles podem ficar embalados, a vácuo, se estiverem bem secos, por até 3 meses, sem perder as propriedades.

Sorte e inté!